domingo, março 04, 2007

Encontrado Governo Ideal?

1º Ministro - D. João II
M. Finanças - Salazar
M. Defesa - Afonso Henriques
M. Obras Públicas - Marques de Pombal
M. Interior - A. Cunhal
M. Cultura - F. Pessoa
M. Educação - Camões
M. Transportes - Vasco da Gama
M. Justiça - Aristides Sousa Mendes
M. Negócios Estrangeiros - Infante D. Henrique

11 comentários:

Sailor Girl disse...

APOIADO!!!

garina do mar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
garina do mar disse...

eu trocaria as pastas do Pessoa e do Camões...
e, não tenho bem a certeza, mas não sei se não trocava também o Vasco da Gama com o Infante.. parece-me que este seria um melhor planeador dos transportes e o outro mais "diplomata"

mch disse...

mas o pessoa é mais anarca e o camões mais construtivo.. é por paradoxo que mudava?
Não "pai da economia" na historia de Portugal?

garina do mar disse...

acha o Camões construtivo? digamos que como exemplo para os alunos não seria o melhor.. e o Pessoa tinha que ser bem estruturado para conseguir aquela ambiguidade toda!!
não percebo a do "pai da economia"...

mch disse...

ou seja, nenhum dos GP's encaixa como ministro da economia. não há( faltava isto) pai da economia

Nameless disse...

Daí a Economia ter sido um aborto... O pai fugiu...

garina do mar disse...

mas na Economia não é o mercado que manda?
os transportes podem (e se calhar devem) ficar associados à economia... e não me refiro às infraestruturas mas aos transportes mesmo.. é a única maneira de lhes darem importância.. atendendo a que o Infante se preocupou com a questão das importações e do comércio... está feito!!!!!

Anónimo disse...

o aristides na justiça.... não é justo

Lusitano disse...

Instrução aos mais capazes, lugar aos mais competentes, trabalho a todos. Isto é o essencial de um governo ideal!

garina do mar disse...

mas oh lusitano! o que se quer toda a gente sabe.. a questão é como consegui-lo!!!

pensando bem também não sei se o aristides na justiça funcionaria muito bem... era demasiado bom, o que por vezes impede que seja justo!