sexta-feira, março 28, 2008

O Novo Aeroporto de Lisboa, na zona do Campo de Tiro de Alcochete, tem potencialidades para ser um aeroporto muito competitivo desde que sejam asseguradas um conjunto básico de condições favoráveis à sua eficiência. Falta assegurar entre o Novo Aeroporto e esses os centros geradores de tráfego uma acessibilidade ferroviária eficiente e competitiva. Mas esta depende muito daquilo que for o traçado da rede ferroviária nacional em bitola europeia (rede UIC).Existem portanto, relacionados com a localização do Novo Aeroporto, dois problemas interdependentes que urge resolver:- O traçado da rede ferroviária em bitola europeia (rede UIC), e, ligado a este a,- Localização da Terceira Travessia do Tejo (TTT).

Em nosso entender uma terceira alternativa mais eficiente, a existir, não poderá afastar-se muito do eixo da Ponte Vasco da Gama. Poderá ser localizada a norte desta, suficientemente afastada para não prejudicar a operacionalidade e a estrutura da mesma, mas suficientemente perto para se confundir com a mesma em termos visuais e ambientais. E será só ferroviária e só em bitola europeia.

2 comentários:

Anónimo disse...

poruqe é que não esperam mais cinco anos e o assoreamento provocado pela Vasco da Gama permitirá atravessar a pé...não estou a fazer ironia. Podem aceder com amaior das facilidades a várias fotografias de satélite e se quiserem que é uma coisa que os intelectuais portugueses nunca fazem é perguntaem a quem anda no rio...mas isso para voçês é descer dos laboratórios, universidades e mais centros de pagamento do senso até à realidade e isso desde o que o D. João III o baniu nunca mais foi restaurado.

adam brown disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is