sábado, maio 26, 2007

Democracia Real e Causas Comuns


Hoje quero reflectir sobre as Causas Comuns que a Democracia Real tem com a Republica.

E vou fazer esta reflexão, começando por enumerar, precisamente, algumas Causas:
- Ambiente;
- Educação;
- Emprego;
- Cidadania;
- Energia;
- História;
- Identidade;
- Dignidade dos Trabalhadores;
- Respeito pela Autoridade;
- Democracia;
- Cultura;
- etc...

Agora vejamos quais destas Causas se identificam mais com a Esquerda:
O Ambiente, o Emprego, a Dignidade dos Trabalhadores, a Cultura, Cidadania e a Democracia.
As Causas que se identificam mais com a Direita:
O Ambiente, a Educação, o Emprego, a História, a Identidade, o Respeito pela Autoridade, a Democracia, a Cultura.

Em ambos os hemisférios da partidocracia vemos Causas Comuns. Ora, o mesmo se passa quando falamos em Monarquia e Republica.

Jamais eu pus em causa, que tanto os Monárquicos como os Republicanos têm Causas Comuns e que portanto, podem e devem trabalhar em conjunto, em nome do Desenvolvimento de Portugal.

Hoje mais do que nunca, as questões ambientais estão na Ordem do dia, seja a nível nacional como Internacional e cabe a TODOS os seres humanos se preocuparem no futuro do Planeta Terra. A responsabilidade é de todos!
O Emprego - tão essencial para o crescimento da Economia Nacional, tem que ser fomentado, com as directivas correctas, de forma a garantir a estabilidade tão necessária à vida das pessoas.
A Cidadania - as pessoas têm que saber se comportar em Regime Democrático, respeitando as Regras do tempo em que vivemos - não fazendo de conta que nada é com elas, porque é.
A História, nomeadamente a de Portugal, hoje tão mal-tratada no Ensino, tem que ser uma fonte de orgulho para os Portugueses, de modo a que estes não se orgulhem só de serem Portugueses, quando a Selecção Nacional de futebol.
A Dignidade dos Trabalhadores - uma luta sem tréguas, pelo respeito pela dignidade da pessoa humana, dá pessoa que trabalha seja em que actividade fôr e que muitas vezes não é isto que acontece.
A Cultura, impulsionadora pelo orgulho de se ser Português e ao mesmo tempo ter um Carácter Universalista, olhando com admiração e respeito os outros povos e a diversidade.
A Educação - o respeito devido aos Professores, que têm a obrigação de ensinar as novas gerações com o conhecimento adquirido. Mas não é só por aí. A Educação também é pelo respeito devido aos mais velhos, incentivar os jovens ao que é efectivamente positivo e evitar mentalidades conflituosas, em nome de uma nova sociedade.
O Respeito pela Autoridade - NÃO CONFUNDIR COM AUTORITARISMO. Um Estado de Direito Democrático, como já disse, tem Regras bem definidas que fazem com que ele não caia na Anarquia. Ora as Regras são para todos os cidadãos as cumprirem e respeitarem.
A Energia - um bem tão essencial à Humanidade. Há a energia poluidora e há a que não é poluidora. As pessoas têm que se preocupar em utilizar cada vez mais energias renováveis, assim como terem contenção no uso da Energia (e quem fala da Energia, fala da água, também).
A Identidade - das pessoas jamais deve ser posta em causa, assim como a Identidade Nacional, que faz com que neste mundo, haja tanta diversidade cultural. A meu ver todos têm o seu espaço - não me falem em pôr em causa a Identidade Nacional Portuguesa em nome de Integrações Europeias não muito esclarecedoras, apesar de ser importante estarmos na União Europeia. Já lá vai o tempo em que Portugal estava isolado.

O titulo deste artigo "Democracia Real e Causas Comuns", faz portanto todo o sentido, seja para os Monárquicos seja para os Republicanos. Os Portugueses não se devem dividir e entrar em conflito. Devem, sim, se unirem e fazerem com que Portugal seja cada vez mais um país próspero e desenvolvido, à semelhança de outros parceiros Europeus.

David Garcia
Presidente do FDR.

8 comentários:

Lord of Erewhon disse...

Essa coisa de isto são causas da Direita e aquilo da Esquerda não tem sentido... a diferença está no modo.
A República e a Monarquia têm causas comuns??? Na minha Monarquia não têm!

David Garcia disse...

Pois, mas isso é na SUA Monarquia. Se calhar não é a mesma que eu e tantas outras pessoas idealizamos.

Mas a Democracia "Real" é mesmo assim...

Miguel de Portugal disse...

Concordo com o Lord of Erewhon! O grande problema é que a actual dinastia esqueceu um dos ramos de onde vem, dando só voz ao ramo do Brasil. Deve ser esse que tem alguma coisa em comum com a república. O outro de certeza que não tem! Quanto às causas, são coisas de governos, quer à direita, quer à esquerda.

David Garcia disse...

Se os Monárquicos não se preocupam com as Causas Sociais, como podem defender uma Causa Política?

As Causas Sociais são, muitas delas, comuns com os republicanos.

Acho que não é assim tão complicado entender isto.

Miguel de Portugal disse...

Uma pessoa preocupar-se com causas sociais, tem a ver com nobreza de carácter. Não tem nada a ver com o facto de se ser monárquico ou republicano.

David Garcia disse...

Uma pessoa pode ser monárquica ou republicana e ter preocupações sociais, desculpe, mas não concordo consigo.
A nobreza de carácter é algo que nasce nas pessoas, mas as opiniões políticas divergem, seja ao nível da partidocracia seja ao nível das preferências de regime, logo, uma pessoa pode perfeitamente defender Causas Sociais e afirmar-se como monárquico ou republicano.

Klatuu o embuçado disse...

«Tantas»... do meu lado também há muitas, mas essa não é a questão. A Monarquia é um Regime, não é um partido; não entendo a Monarquia como uma causa de direita... ou de esquerda, mas como uma causa nacional.
Depois, está estafado esse receituário.

Cumprimentos.
P. S. Eu e Lord of Erewhon somos a mesma pessoa.

Anónimo disse...

Penso que será incorrecto atribuir que a Educação está mais ligada á direita, pois se pensar bem, Portugal viveu um regime ditatorial de direita onde as pessoas com uma educação básica eram raras. Por outro lado a rússia que também viveu um regime ditatorial, mas de esquerda tinha como um dos principais objectivos, inicialmente, dar acesso á educação a toda a gente e acabar com o analfabetismo. Portanto penso que deveria pensar duas vezes antes de por a educação mais a direita.

Os melhores cumprimentos e muitos parabens pelo seu forum.
E viva a monarquia